Ly Sabas

Basta de poemas para depois... (Mário Quintana)

Textos


Desistirei de ser poeta!

Desistirei de ser poeta,
se não encontro
a rima certa,
que traduza
a emoção sentida
frente à beleza
inexplicável
daquele pirralho
desabalado
atrás do padeiro
e sua bicicleta.

Melhor desistir
de ser poeta,
se renegada
pela inspiração,
quedo-me incapaz
de transformar
em um único verso,
o bailado mágico
das cédulas arrancadas,
das mãos do pirralho
por lascivo vento.

Melhor esquecer
todo o encantamento,
do que sofrer
a angústia
de um poema
que não se completa,
que jamais versará
sobre a chuva de pétalas
que tinge de lilás
o caminho
percorrido
pelo padeiro
em sua bicicleta.


Ly Sabas
Enviado por Ly Sabas em 18/04/2006
Alterado em 09/09/2006

Música: Moonligt - Beethoven



Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras