Ly Sabas

Basta de poemas para depois... (Mário Quintana)

Textos


 
Normalistas de 1972
 

o prédio era cinquentenário
e os corações que palpitavam naqueles degraus não,
eram de jovens guerreiras
em suas armaduras marinho e branco
que riam e sonhavam tanto
como se o futuro fizesse piquenique na esquina
éramos tão meninas...
e tão senhoras de nossos destinos

ainda no limítrofe do desabrochar
algumas agasalhavam outros corações nos ventres
corações embriões de outros e tantos outros
que juntos conjugariam o verbo amar
foi um belo esperançar             
de lá pra cá
e tanto a comemorar

 



Dedicado a todas as normalistas do Instituto de Educação do Paraná

Foto - arquivo particular de Clélia Maria M. Isoloni
Ly Sabas
Enviado por Ly Sabas em 13/12/2012
Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras