Ly Sabas

Basta de poemas para depois... (Mário Quintana)

Textos


Contemplação
 
 
O pequeno lago, habitado por peixes que os desavisados não vêem, está totalmente cercado pelo mato alto. O quiosque de telhas rústicas possui interessante lustre que já teve dias alegres como uma roda de carroça. A velha geladeira marrom enferruja em um canto tendo como companhia cadeiras que se equilibram em duas pilhas. Tranqüilamente dormindo na churrasqueira apagada, o gato amarelo nem se dá conta dos micos que se banqueteiam com as bananas deixadas em uma forquilha do pau-brasil.
 
 
 
deserto de nuvens,
o céu encanta o guri
sentado na pedra
 
 
 
Ly Sabas
Enviado por Ly Sabas em 18/08/2007
Alterado em 13/06/2008

Música: haiku - desconhecido



Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras