Ly Sabas

Basta de poemas para depois... (Mário Quintana)

Textos


Oyá


Quando não sabia me valer
Dos poderes da Mãe do Entardecer
Era frágil 
E a insegurançã inconcebível
Em guerreira 
Que em nove partes se desdobra
Hoje seus ventos sagrados
Levam para bem longe
Todos os ventos contrários
E voo em Seus braços de luz
Rodopio em Sua ventania
Liberta das amarras por Sua alegria
Invisível caminho,
Entre os que não merecem
Saber de mim
Êpahey Oyá Messan Orum!



Imagem particular da autora
Ly Sabas
Enviado por Ly Sabas em 18/12/2019
Alterado em 14/01/2020
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras